16 March 2010

A Pantera de Santarém

Nas primeiras duas rodadas do Campeonato Paraense, a Federação Paraense de Futebol (FPF) interditou o estádio de São Raimundo F.C. de Santarém sem explicações. Duas semanas depois, sem modificar o estádio de jeito nenhum, o FPF liberou o Colosso do Tapajós para sedear um jogo da Copa do Brasil entre ‘A Pantera’ e Botafogo F.C. de Rio de Janeiro. O placar de 1 a zero à favor do time Amazônico deu uma alegria aos Santarémenses, até a semana seguiente. Devido a um protesto de Botafogo com a Confederação Brasileiro de Futebol (CBF), foi revelado que a FPF demorou mais que uma semana em registrar três novos jogadores de São Raimundo e decidiu anular o resultado insólito de São Raimundo. Mas não só isso. O time pequeno de interior do Pará que não mostrou respeito suficiente ao time famoso do Rio de Janeiro sofreu uma perda de seis (6) pontos! A partida de volta foi marcado pelo dia 11 de Março no Stadium Rio o estádio mais novo do Brasil (também conhecido como Estádio Olímpico, Estádio João Havelange, Engenhão, e o Fechadão). Com três pontos à menos entrando o campo, A Pantera precisava de ganhar no tempo regulamentário e depois ganhar os penalites.

Botafogo saiu na frente, a Pantera empatou. Botafogo de novo, dois a um. Logo depois um gol de São Raimundo anulado sem explicações. O juiz ficou com cara de pão, deixou tudo o mundo saber que a justiça futebolística não é cega. Botafogo marcou seu terceiro, e tudo o mundo anticipou a porrada, mais São Raimundo marcou de novo, três a dois, antes de Botafogo meteu seu quarto gol. São Raimundo, time lutador, fechou o placar 4-3. A Pantera não morreu de nem mostrou inferioridade ou provincialidade, só umas falhas graves na defesa revelavam a distância entre o campeão de Campeonato Brasileiro Serie D 2009 e o Botafogo de Garrincha que só salvou sua posição na Serie A na última rodada do ano passado.

No marcador global, os times empatavam 4-4, com três gols fora de casa para a Pantera. Se o PFP tivesse submetido os papeis dos jogadores o São Raimundo ia-ter eliminado a Estrela Solitária, por conta de gols marcados fora de casa.

Vemos aqui dois, talvez, três tipos de discriminação. O primeiro é a discriminação contra times do interior de Pará vendo de Belém. O PFP é controlado por dirigentes dos dois grandes times do capital, Remo e Paissandu. O Remo não está disputando nenhum campeonato nacional, enquanto o São Raimundo subiu a Brasilleirão Serie C. O Paissandu, há poucos anos, estava disputando a Brasileirão Serie A, mas caiu até o D. Historicamente o Remo e o Paissandu tenham sido os grandes representantes de futebol Amazônica em Brasil, porque Manaus (que receberá um estádio novo pelo Mundial 2014) não tem tradição futebolística nenhuma. O sucesso dos Santarémenses tanto na ultimo edição de Campeonato Paraense (vice-campeão), sua conquista de Brasileirão D e progresso inesperado na Copa do Brasil, deveria ter provocado um sabor amargo em Belém.

O segundo preguiço vem da CBF, que sempre programa as partidas de volta no estádio do time maior, onde só precisam de empate para passar. Essa situação favorece os grandes times de sul.

O terceiro tipo de discriminação é no futebol mesmo, onde o pito de juiz dirige tudo. Vemos na Copa de 2002 que Itália e Espanha foram eliminados de uma maneira exageradamente preguiçosa quando jogavam contra Coréia do Sul. Os Coreanos sobreviveram com pênaltis fracos, cartões vermelhos inventados, e foram deixados atuar numa maneira violenta em campo. O juiz em campo pode mandar tudo passar, ou não, como foi o caso de segundo gol de São Raimundo. Anular-o porque? Porque não dá por um time pequeno, de Serie C, do interior do interior, ganhar uma disputa contra o poderoso e histórico Botafogo, com seu estádio novo, com os seus dirigentes almoçando com os da CBF em Barra de Tijuca? O porque se o resultado tivesse sido 4-4, o juiz não queira trabalhar uma meia hora mais pelas cobranças dos pênaltis?

De qualquer jeito, esse comentarista tem um novo time de coração, apesar de que é impossível encontrar uma camisa oficial em Santarém.

1 comment:

The Editor said...

I can't read this funny talk.

Labels

2014 World Cup Rio de Janeiro Maracanã FIFA 2016 Olympics 2016 Summer Olympics Eduardo Paes CBF Copa do Mundo 2014 Rio de Janeiro Olympics Ricardo Texeira World Cup 2014 Vasco da Gama 2010 World Cup White Elephants mega-events APO UPP BRT Brazil football Flamengo Lula Orlando Silva violence ANT Aldeia Maracana Carlos Nuzman Dilma Eike Batista Rio 2016 Sergio Cabral 2007 Pan American Games Campeonato Carioca Corruption IOC Jerome Valcke Novo Maracanã stadiums BOPE BRASIL 2016 Brasil 2014 Engenhao Joao Havelange Maracana Policia Militar Vila Autódromo Aldo Rebelo Botafogo Henrique Meirelles Medida Provisoria Metro Revolta do Vinagre Sao Paulo Sepp Blatter World Cup 2010 forced removal Carnaval Elefantes Brancos Fechadao Marcia Lins Minerao Morumbi Odebrecht Porto Maravilha Rio+20 Romario Security Walls South Africa South Africa 2010 TCU Transoeste protests public money public transportation slavery transparency x-Maracana Andrew Jennings Argentina Audiencia Publica Barcelona Brazil Carvalho Hosken Comitê Popular Confederatons Cup Copa do Brasil 2010 Cost overruns Crisis of Capital Accumulation EMOP FERJ Favela do Metro Fluminense Fluminese Fonte Novo IMX Jose Marin Leonel Messi London 2012 Marcelo Freixo Maré Museu do Indio Olympic Delivery Authority Perimetral Rocinha Soccerex Transcarioca bicycles consumer society debt idiocy militarization transportation 1995 Rugby World Cup 2004 Olympics 2015 Copa America Banco Imobiliario Barcas SA Belo Horizonte Bom Senso F.C. Brasilerao CDURP CONMEBOL Champions League. Mourinho Complexo do Alemão Copa Libertadores Cupula dos Povos ESPN England FiFA Fan Fest Istanbul 2020 Jogos Militares John Carioca Kaka Manaus McDonald's Obama Olympic Village PPP Paralympics Providencia Recife Russia Salvador Soccer City Taksim Square Tatu-bola Urban Social Forum Vidigal Vila Olimpica War World Cup Xaracana attendance figures cities corrupcao drugs estadios football frangueiro futebol mafia planejamento urbano police repression porn privitization reforms shock doctrine taxes 201 2010 Elections 2010 Vancouver Olypmics 2013 2018 World Cup 2030 Argentina / Uruguay ABRAJI AGENCO ANPUR ANT-SP Amazonia Ancelmo Gois Andrade Gutierrez Anthony Garotinho Arena Amazonia Arena Pernambucana Athens Atlético Paranaense Avenida das Americas BID Barra de Tijuca Blatter Brasil x Cote d'Iviore Brasileirão 2013 Brasilia Brasilierao Bruno Souza Bus fares COB COI COMLURB CPI CPO Cabral Caixa Economica Canal do Anil Cantagalo Celio de Barros Cesar Maia Chapeu Mangueira Chile 2015 Choque do Ordem Cidade da Copa Class One Powerboat Racing Clint Dempsey Comite Companhia das Docas Copa do Brasil Corinthians Cuiabá Curitiba Dave Zrin David Harvey Der Spiegel Eastwood Edge of Sports Escola Friendenrich Expo Estadio Expo Urbano FGV Fonte Nova Gamboa Garotinho Geostadia Ghana Globo Greek Debt Crisis Greek Olympics HBO Hipoptopoma IMG IPHAN ISL Iniesta Internatinal Football Arena Invictus Istanbul Itaquerao Jacque Rogge Jefferson John Coates Jose Beltrame Julio Grondona Julio Lopes Julio de Lamare Knights Templar Korea Lei Geral da Copa MAR MEX Manchester United Mangabeira Unger Maracanã. Soccerex Marina da Gloria Mexico Milton Santos Molotov Cocktail Mr.Balls Neymar Nicholas Leoz Nilton Santos Olympic Flag Olympic Park Project Oscar Niemeyer Pacaembu Pan American Games Parque Olimpico Pernambuco Plano Popular Plano Popular do Maracana Plano Popular do Maracanã Play the Game Pope Porto Alegre Porto Olimpico Porto Seguro Portuguesa Praca Tiradentes Preview Projeto Morrinho Putin Qatar Quatar 2022 RSA Realengo Regis Fichtner Roberto Dinamite Russia 2018 SETRANS SMH Santa Teresa Santos Sao Raimundo Sargento Pepper Security Cameras Smart City Sochi 2014 South Korea Stormtroopers São Januário São Paulo Teargas Templars Tokyo 2020 Tropa do Elite II Turkey UFRJ/IPPUR URU USA USA! Unidos da Tijuca United States government Urban Age Conference VVIP Via Binário Victory Team Vila Autodromo Vila Cruzeiro Vila do Pan Vilvadao Vivaldao Volta Alice Wasteland Workers' Party World Cup 2018 Xavi Zurich apartments atrazos barrier beer bio-fuels bonde capacities civil society comite popular copa sudamericana crack crime dengue dictatorship estádios favelalógica feira livre fiador flooding freedom of information furos geral graffiti guarda municipal host city agreement identity infrastructure ipanema istoe labor rape riots schedule school shooting security segregation social movements stadium state of exception supervia tear gas ticket prices torcidas organizadas tourism traffic tragedy trash trem-bala velodromo wikileaks xingar